Menu

Vender pelo Instagram sem ter Ecommerce

26/06/2020 - Equipe Marketing

A rede social surgiu em 2010 criada pelo norte-americano Kevin Systrom e o brasileiro Mike Krieger. No início com a proposta de compartilhamento de fotos de maneira intuitiva. Em uma década o Instagram tem mais de 1 bilhão de perfis e já incorpora uma infinidade de serviços que vão muito além de uma simples rede social. Hoje, por exemplo,  70% das marcas estão ativas no Instagram e 8 em cada 10 usuários são seguidores de contas corporativas. Uma média de 45%, quase metade de todos os usuários, confirmam que já compraram produtos ou contrataram serviços por indicação de um perfil de Instagram. Com base nesses dados as empresas são cada vez mais comuns na rede social e encontram nessa plataforma as oportunidades de vendas sem a necessidade de um ecommerce. Por isso, em 2020 e com a pandemia o Instagram é atualmente uma importante vitrine e loja online. Nós reunimos uma série de dicas para iniciantes e também um público avançado no uso da plataforma para otimizar as vendas pelo Instagram. Boa leitura!





O Princípio:


O começo de tudo é contar que você usa o instagram para vender, criar uma eficiente forma de pagamento, criar uma galeria de fotos de produtos, interagir com os seguidores e apostar em parcerias para aumentar a rede de relacionamento. O básico para vender pelo instagram é criar um planejamento e cumprir etapas que incluem:

 

*Ter uma conta comercial; 

*Publicar conteúdos que tragam engajamento e com visual atraente;

*Definir as hashtags que trarão compradores para a sua marca;

*Conquistar novos seguidores a partir do interesse nas suas publicações; 

* Usar o Instagram Shopping.

 



 

Perfil comercial

 

A possibilidade de usar um perfil comercial vai trazer acesso às várias funções que vão contribuir para alavancar o relacionamento e as vendas pelo Instagram. Essa etapa é importante para quem está criando o perfil do zero e também para todos aqueles que já usam um perfil pessoal para os anúncios.  A conta comercial oferece recursos de análise de dados, métrica, impulsionamento e possibilidade de link no Stories e também otimizações simples para atrair seguidores e futuros clientes. Para criar a conta comercial você deve vincular uma fanpage no Facebook a sua conta do Instagram. 






Você tem dúvidas sobre esta importante etapa? Clique nesse tutorial e entenda em detalhes como criar a conta comercial: https://nerdweb.com.br/artigos/2019/03/como-fazer-perfil-comercial-instagram.html

 





Branding:

 

O conjunto de ações alinhadas ao posicionamento, propósito e valores da marca também faz todo sentido para vender no Instagram. Com o branding você consegue despertar sensações e criar conexões conscientes e inconscientes para que o cliente escolha a sua marca na decisão de compra. Por isso, quando publicar uma foto pare e pense: qual é o conceito que quero vender pelo Instagram? A partir dessa resposta você conseguirá propor ao público um estilo de vida que faz todo sentido com marca e isso definirá as próximas etapas de criação da conta comercial. 





BIO- biografia ou descrição: 

É a sua carta de apresentação. Cuidado com as informações que estarão na BIO porque o objetivo é descrever para o cliente o que você faz e como o seu produto ou serviço fará diferença na vida dele. A descrição do negócio deve dialogar com o público e destacar o diferencial da marca, o segmento e link do site ou Whatsapp. Se você tem mais de um link para divulgar, crie um único para adicionar no perfil do Instagram. 


Dica extra: O aplicativo Linktr.ee permite incluir mais links neste espaço como a página do Facebook ou canal no Youtube. Nas postagens use a call-to-action (CTA) que indica as pessoas a clicarem na BIO. O famoso “LINK NA BIO”.





Conteúdo relevante: 

Você planejou um perfil baseado no branding e agora chegou a hora de criar conteúdo relevante regularmente. A frequência é importante porque a ausência de postagem faz as pessoas deixarem de acompanhar a sua marca. Usar os aplicativos de postagens agendadas e a publicação de fotos produzidas e visualmente agradáveis são poderosas ferramentas no Instagram. A interação com os seguidores é um ponto importante para interagir com os seguidores. E, para melhorar os resultados, não esqueça de interagir com seus seguidores. O Instagram tem uma linguagem bastante específica que contribui para aumentar o engajamento e a conversão. A informação verbal dirá muito sobre a sua marca. A rede social permite até 2.200 caracteres em uma legenda. Use uma linguagem menos formal, mas evite expressões “indiscretas” e gírias. Use uma legenda simples e objetiva, descartando frases desnecessárias e excessivas. As hashtags também colaboram para vender mais pelo Instagram. São palavras-chave relacionadas ao assunto com o símbolo “#” e tem a função de marcadores de conteúdo. 

Aposte em conteúdo em Vídeo 

Mostre os bastidores

Use enquetes

Compartilhe depoimentos

Faça lives

Crie um calendário editorial

Traga atualidades sobre o seu nicho

Divulgue dados sobre o negócio

Mostre a rotina


Dica: Clique aqui https://rockcontent.com/blog/conteudo-para-instagram/e descubra mais informações relevantes sobre a produção de conteúdo. 





Faça Stories: 

O Stories possibilita colocar informações momentâneas que duram 24 horas e essa é uma importante oportunidade para aproveitar e bolar técnicas de divulgação e tráfego. Desde de 2017, você pode adicionar links nos Stories e direcionar histórias para produto ou serviço.




Faça sorteio: 

Essa estratégia aumenta o alcance na plataforma e atrair o cliente. Um passo a passo simples inclui:  colocar uma chamada no stories, no feed coloque a foto original para curtir e marcar amigos e inclua um texto com todas as informações sobre o sorteio,  regras e prêmios.  O perfil terá um alcance e engajamento  maior com essa técnica. Aproveite para utilizar artes para divulgar produtos e começar a vender no Instagram.




ATENÇÃO PARA ESSA INFORMAÇÃO: As promoções comerciais no Brasil são reguladas por uma legislação do início da década de 70. É a lei nº 5.768/1971, criada para regular os sorteios e distribuição gratuita de prêmios. Quando a promoção tem o objetivo de divulgar uma marca ou um produto deverá ser registrada na Caixa Econômica Federal ou na Suspep. Toda ação que envolva sorteio online também está condicionado a essa autorização.