Menu

“Arquitetura é música congelada”

29/05/2020 - Schayla Jurk

Aperte o play bit.ly/playlistncd  e faça uma viagem musical pela arquitetura enquanto lê o texto sobre a conexão entre as partituras e os desenhos. 




O compositor francês, Claude Debussey definiu a música como o “espaço entre as notas” e traduz esse conceito a partir do movimento que chama de espaço-temporal. Claude acreditava que a arquitetura conecta as unidades de tempo e espaço. O arquiteto alemão Karl Friedrich Schinkel (1781-1841) afirmava que construções inspiravam as pessoas que conviviam nos espaços que traziam lembranças dos homens e do melhor da cultura, incluindo a música. É assim que “Arquitetura é música congelada", célebre frase de Arthur Schopenhauer ou Goede, a autoria é uma incógnita, traduz como os espaços inspiram a sentir os traços e também afloram as emoções de compositores. 




O arquiteto e designer gráfico italiano Frederico Babina cria réplicas abstratas de edifícios famosos com especial atenção à geometria e forma. Inspirado pela música desenvolveu o projeto Archimusic, representações arquitetônicas de 27 músicas que você ouve na nossa playlist.





As canções como "Bohemian rhapsody" de Freddie Mercury, "Let it be" dos The Beatles, "Billie jean" de Michael Jackson,  "Requiem" de Mozart, "Wish You Were Here" do Pink Floyd, "Wish You Were Here" são retratadas com poesia e matemática por Frederico Babina.