Menu

2020 marca o início da década conectada

22/10/2021 - Schayla Jurk

Uma transformação acelerada do mundo modifica de maneira inédita os hábitos do consumidor. Uma pandemia de coronavírus determinou um novo mundo com uma incorporação de novas maneiras de consumir e modificar ou estilo de vida. Neste contexto a WGSN, autoridade global em tendências de consumo e design, traz uma previsão do consumidor do futuro com dados e informações que indicam uma maneira de pensar, sentir e comportamento em 2022. “Na WGSN, estamos acostumados a ver as nossas ações de longo prazo ganhando vida depressa, mas nunca nessa velocidade. A pandemia do coronavírus é o maior propulsor global de mudanças dos últimos tempos, encontrado em novos hábitos do consumidor.As indústrias estão tendo que se adaptar a uma nova realidade, que exige flexibilidade, resiliência e, acima de tudo, criatividade ”, explica a diretora executiva da WGSN, Carla Buzasi. Diante este cenário, um WGSN prevê três perfis de consumidores que agrupam como macrotendências que definem os hábitos de consumo no próximo ano.



A equipe de pesquisa global da WGSN identificou quatro sentimentos-chave do consumidor que são: medo, dessincronização social, resiliência equitativa e otimismo radical. A partir da análise das reações surgem inovações e opções importantes para o mercado. “Embora as manifestações de medo sejam diferentes de geração para geração, há questões em comum que impactam todas as faixas etárias - como incertezas ambientais e financeiras são as mais importantes. Uma conferida rápida nas notícias do dia a dia (desafios políticos, crise climática, incertezas promoção e, mais recentemente, a pandemia da Covid-19) deixa claro porque a sensação de medo está crescendo em nível global ”, destaca o relatório. Além disso, um comportamento em que o ritmo individual determina cria uma desconexão entre as pessoas e determina a identificação do sentimento de dessincronização social. “Em tempos de incerteza, as pessoas anseiam por estabilidade e rotina, embora pareça que o inverso esteja ocorrendo. Os mesmos avanços tecnológicos que garantem à sociedade níveis recorde de informação (entrega de comida 24 horas e de pedidos on-line no mesmo dia) e de produtividade (equipes de trabalho integradas mundialmente e escritórios exíveis) fundamentais criando uma dessincronizada ”, aponta o estudo da WGSN.